Turismo de Experiência na Cave Colinas de Pedra

Fazia tempo que eu queria escrever sobre a Cave Colinas de Pedra, mas só agora consegui me organizar e decidir que direcionamento daria para este blog.

Portanto, teremos mais posts como este por aqui e os assuntos relacionados ao empreendedorismo ficarão centralizados no meu Linkedin, estamos combinados!?

No ano passado eu estive em Curitiba algumas vezes e em uma dessas viagens eu tive a oportunidade de viver verdadeiras experiências gastronômicas.

Pretendo escrever sobre algumas delas aqui, mas hoje é dia de falar sobre a Cave Colinas de Pedra. O lugar não fica exatamente em Curitiba e sim na região metropolitana, cerca de 45 minutos de carro da capital do Paraná.

O complexo tem pouco mais de 45 hectares e fica localizado nos fundos da Estação Ferroviária de Roça Nova, no município de Piraquara. Conta basicamente com um restaurante, uma litorina e a cave dentro do túnel.

A princípio, a ideia dos proprietários era transformar o local em uma pousada, mas mudaram que planos quando descobriram que a temperatura do túnel adquirido junto com a estação em um leilão público, era perfeita para a maturação de vinhos e espumantes.

Guilherme descobriu o local por acaso, em uma das buscas por opções diferenciadas pra se fazer na região de Curitiba. E a experiência realmente foi incrível.

Quem nos recebeu foi o Ari, proprietário da cave. Optamos por fazer apenas o passeio, mas você pode escolher almoçar no restaurante que tem por lá também, assim a experiência fica mais completa.

Depois de nos contar toda a historia da cave, pudemos enfim entrar no túnel onde se encontram as garrafas da Cave Geisse, que é a vinícola que produz os espumantes no Rio Grande do Sul. A Cave Colinas de Pedra faz a guarda, maturação e processos finais do vinho espumante, pelo método de elaboração Champenoise, que compreende a rèmuage, dégorgement, adição do licor de expedição, rolha, gaiola e rotulagem.

A cave tem 429 metros de extensão, 5 metros de altura, 3,5 metros de largura e capacidade para armazenar até 50.000 garrafas (há também uma cave reserva, podendo elevar esse número para 500.000 garrafas).

A experiência toda é incrível. Você caminha até a entrada do túnel e depois entra em uma espécie de carrinho elétrico até a porta de entrada da cave. Como lá dentro é um pouco frio, eles disponibilizam cobertas para os visitantes ficarem mais à vontade.

Por fim, degustamos alguns dos espumantes e voltamos para a recepção. O passeio todo durou pouco mais de uma hora e eu recomendo muito pra quem for pra Curitiba e região.

Curiosidade

Durante a visita o Ari nos contou que parte das garrafas que estavam na cave eram de cervejas, produzidas em parceria com a cervejaria Bodebrown. Ou seja, em breve teremos cervejas especiais maturadas em uma cave, demais não!? Mas não dá pra se animar muito, já que o primeiro lote está todo reservado. Só nos resta esperar!

Nenhum comentário

Enviar um comentário