O tal do propósito

Qual é o seu propósito de vida? Ou o da sua empresa? O que te faz levantar da cama todos os dias?

Essas perguntas não são de hoje, mas continuam circulando por aí, afim de ajudar quem ainda não descobriu sua motivação.

Propósito não é uma coisa que se descobre da noite pro dia, em cinco minutos de reflexão. Leva tempo e é basicamente um processo de auto-conhecimento.

Confesso que esse assunto já me saturou um pouco, ando cansada de ouvir e ler sobre isso, até por isso resolvi escrever este artigo, pra de fato, tentar ajudar quem está nessa busca incansável de uma vez por todas.

Acho que a coisa se banalizou um pouco. Hoje as pessoas abrem suas empresas baseadas em propósitos vazios, seguidos por uma tendência daquilo que está na moda, inspiradas em cases de sucesso e baseadas em fórmulas prontas.

É importante você entender que a descoberta do seu propósito não precisa ser pra vida toda. O propósito é mutável. Ouvi essa frase no ano passado em um podcast da Ana Soares, do Moda Pé no Chão e ela faz todo o sentido, afinal, estamos em constante evolução e nosso propósito certamente acompanhará essas mudanças.

Sob o ponto de vista do branding, propósito é aquilo te torna único, que faz você se destacar da sua concorrência e isso está diretamente ligado à escolha do seu nicho de posicionamento. E aí é que voltamos às perguntas do começo deste artigo. Como encontrar esse nicho?

Saber o que você gosta de fazer pode ser um caminho, mas como já falei aqui em outro artigo, talvez você não seja bom naquilo que você gosta de fazer. Então, como sair desse dilema e finalmente encontrar o seu propósito?

Já citei que é um processo de auto-conhecimento. Partindo desse princípio, sugiro você fazer uma análise mais profunda das coisas que você gosta de fazer. Um exemplo prático: você quer ser um influenciador digital mas não sabe ao certo que caminho seguir, que nicho se especializar e se tornar referência. Mas, você sabe o que o seu público mais gosta de ver? O que as pessoas mais elogiam? Análise de dados é o segredo.

Quem consome o seu conteúdo, o seu produto ou o seu serviço é que vai te dizer onde você deve investir mais o seu tempo. São eles que vão validar onde possivelmente você se tornará referência. O mesmo vale para seus amigos, familiares e colegas de trabalho. Esteja atento às críticas, aos elogios e as observações das pessoas sobre você e suas habilidades.

Não empreenda pela moda, pela tendência e pelo que está fazendo sucesso hoje. Talvez você goste de trabalhar com imagens, mas seu forte mesmo esteja na escrita. Preste atenção em você. O processo de imersão em você mesmo pode e certamente será extremamente valioso.

Nenhum comentário

Enviar um comentário